Planejando 10 dias pelas ilhas jônicas da Grécia

O mar azul turqueza das Ilhas Jônicas

As viagens do Viajante Móvel normalmente não se limitam a um único local. Geralmente combinamos vários locais em uma mesma viagem. Assim foi em Zanzibar, quando de lá fomos para Seychelles.  E nossa viagem para a Grécia teve esse mesmo perfil. Queríamos visitar 4 ilhas jônicas.

Num planejamento desse tipo não dá pra fazer as coisas em sequências bem definidas: “agora vou comprar passagem”; “agora vou reservar hotel”; “agora vou reservar carro”, e assim por diante. Tudo isso deve ser feito mais ou menos ao mesmo temo, pois uma coisa depende da outra. Vamos explicar tudo aqui.

As ilhas da Grécia

As ilhas da Grécia são divididas por região. As ilhas Cíclades é onde ficam Mykonos e Santorini. Mas o foco de nossa viagem eram as ilhas Jônicas, que têm esse nome por ficarem no mar Jônico. Lá vistamos Corfu, Lefkada, Kefalonia e Zakynthos. As ilhas Egeias, ou do Mar Egeu, é onde ficam Lesbos, Thásos, etc. Tem também as ilhas do Dodecaneso, como Rodes e Patmos. As ilhas Espórades englobam Skiathos, Syros e outras. Sem esquecer a ilha de Creta que é a maior ilha Grega.

Chegando nas Ilhas Jônicas - Grécia

Vista aérea das Ilhas Jônicas – Grécia

Como nosso trecho de ida e volta chegava e saía de Corfu, teríamos que retornar a essa ilha para o embarque de retorno. Outra opção também é fazer a chegada por Corfu e o retorno por Zakyinthos, já que ambas têm aeroportos internacionais. Nós, como gostamos de road trip, decidimos retornar a Corfu de carro, pelo continente para o embarque de retorno. Além disso, é mais fácil e mais barato comprar o bilhete de ida e volta do mesmo lugar do que ida para um e volta de outro.

Deslocamento entre as ilhas jônicas

É necessário também verificar como se vai de um lugar para o outro. No caso das ilhas gregas há um complicador, pois é necessário pegar balsas, há horários fixos de partida e elas nem sempre funcionam 24 horas. A fim de evitar surpresas desagradáveis e cair em sites “problemáticos”, procuramos o site oficial de turismo da Grécia e encontramos lá as dicas das balsas. Assim pudemos confirmar os locais de saída e horários. E podemos garantir que esse site é muito bom. Todas as informações de horários e locais de saída das balsas bateram certinho. Ajudou muito, fica a dica.

O mar azul turqueza das Ilhas Jônicas
Normalmente o turista subestima o tamanho das ilhas mas elas são grandes. Então, dependendo de onde fica o hotel, é necessário sair de madrugada, muitas vezes antes do horário do café, para chegar a tempo de pegar a balsa no horário desejado. E se tivermos que atravessar a ilha para ir do hotel até o porto, qualquer atraso complicará a viagem e o planejamento. A ilha de Corfu, por exemplo, para atravessá-la de norte a sul pela estrada são cerca de 80 km!! As dimensões da ilha, combinadas com os horários de saída das balsas influencia no local do hotel para pernoite.

Ilhas Jônicas

Passagens Aéreas

Iniciamos nossa pesquisa pelo google flights e fizemos vários comparativos. Começamos pela opção natural que qualquer viajante faria numa viagem para as ilhas gregas, um voo do Brasil para Atenas. Mas também pesquisamos outras opções, incluindo o trajeto que deveria ser feito de Atenas para as ilhas Jônicas.

Corfu Ilhas Jônicas

De Atenas para as ilhas teríamos duas opções: ou um voo doméstico ou de carro. Nós descartamos o carro porque nossa viagem tinha como foco as ilhas, então queríamos reduzir o tempo de chegada até elas. Seriam cerca de 550 km de estrada. Nossa ideia do carro era alugá-lo só após chegarmos na primeira ilha.

 

Como não encontramos voos do Brasil direto para Atenas, todos fazem alguma escala na Europa, começamos a comparar os preços variando as cidades de escala. No final descobrimos que por Londres o preço seria menor. E melhor do que isso, há voos de Londres para a primeira ilha de nosso roteiro, Corfu. Isso já eliminou a necessidade de passar por Atenas e também deixou a passagem aérea mais em conta ainda.

Um ou dois trechos ida e volta?

Depois disso ainda fizemos outro comparativo. Descobrimos que se, ao invés de comprarmos o trecho completo ida e volta do Brasil para Corfu, comprássemos dois trechos de ida e volta, um do Brasil para Londres e outro de Londres para Corfu, sairia mais barato. E assim fizemos.

Devemos confessar que, como a escala em Londres é de 20 horas, aproveitamos a oportunidade para matar a saudade dessa cidade que amamos. Em outro post daremos dicas do quê fazer em Londres numa escala como essa.

Flag Greece

No final, nosso voo ficou com a Latam até Londres e depois com a British Airways para Corfu. Acabamos nos esquecendo de pesquisar na Easyjet e na Ryanair, que são companhias Lowcost da Europa. Sempre vale a pena pesquisar nelas pois normalmente têm preços mais em conta do que as outras.

Roteiro pelas ilhas Jônicas

Nosso roteiro teve início na ilha mais mais ao norte dentre as Ilhas Jônicas, Corfu. Lá pegamos o carro da Thrifty, que havíamos reservado pela Rentalcars.com.  Como chegamos no meio da tarde, aproveitamos a ilha no final de tarde e noite, até mesmo antes de chegar no hotel. Como no dia seguinte pela manhã já partimos para Lefkada, o hotel era apenas para pernoite mesmo.

A ideia de apenas pernoitar em Corfu nesse primeiro dia é por conta do voo de retorno, que também sairia de lá. Então decidimos deixar nossos dois pernoites na ilha para os dois últimos dias.

Navagio Beach - Zakynthos

Fizemos o planejamento do trajeto de carro pelo Google Maps mesmo e pelo site oficial de turismo da Grécia para planejar os trechos de balsa. Escolhemos visitar as 4 ilhas, Corfu, Lefkada, Kefalonia e Zakynthos com dois pernoites em cada uma.

O trajeto para o sul

A Grécia tem cerca de 6.000 ilhas, então, mesmo para quem decide visitar apenas as 4 maiores ilhas jônicas requer bastante tempo. Como tínhamos apenas 10 dias e gostaríamos de visitar o máximo de ilhas possível, escolhemos esse roteiro, Mas é possível escolher menos ilhas e ficar mais tempo. Por exemplo, pode-se ficar mais em Corfu e Kafalonia, pois são as maiores das Jônicas.

Começando no norte, em Corfu, nosso trajeto segue em direção ao sul na ordem: Lefkada, Kefalonia e Zakynthos. De Corfu a Lefkada fomos de carro, pois, segundo nossas pesquisas, não há balsa entre elas, talvez porque sejam distante. Por isso, mesmo que tivesse balsa, nossa decisão seria ir de carro, pelo continente, pois seria mais rápido.

Curtindo as águas azuis das ilhas jônicas

Pegamos o ferry no porto de Lefkimmi e desembarcamos em Igoumenitsa no continente. De lá seguimos pela estrada até Lefkada. São cerca de 110 km. Nesse trajeto se pega apenas essa balsa. Do continente para Lefkada não precisa, pois a ilha fica perto do continente, então é pela estrada mesmo, atravessando pontes e um túnel submerso rsrs.

De Lefkada para Kefalonia, e de lá para Zakynthos, compensa ir de balsa mesmo pois as ilhas são próximas entre si e ficam mais afastadas do continente.

O retorno

Ficamos duas noites em cada uma das 4 ilhas jônicas. Dois dias antes de nosso embarque de volta ao Brasil, deixamos Zakynthos, a ilha mais sul, para voltarmos a Corfu. Pegamos a balsa para o continente, desembarcando em Kyllini, e retornamos para Corfu, ao norte, de carro, pelo interior da Grécia, até Igoumenitsa. De lá, embarcamos em outra balsa para Corfu, onde passamos as duas últimas noites para aproveitar bem a ilha.

Milos Bay - Lefkada

A decisão desses últimos dias é importante porque, como voltaríamos de carro da ilha mais ao sul para a mais ao norte, numa viagem de 327 km, correríamos o risco de atrasos. Então, para não fazermos a viagem preocupados, pelo interior do país, um lugar que não conhecemos, fizemos isso dois dias antes. Por isso a decisão de, na chegada, apenas pernoitar em Corfu e partir logo no dia seguinte, deixando para curtir a ilha no final.

Distâncias e tempos

Deixaremos aqui as distâncias para os trajetos de carro e os tempos para os trajetos de balsa. Preferimos fazer assim porque o tempo de viagem das balsas não varia, mas o trajeto de carro depende das paradas que cada viajante faz. Assim cada um pode estimar o tempo que leva para fazer os trajetos pela estrada.

View point nas ilhas jônicas - Grécia

Ilha de Corfu – Igoumenitsa (continente) >> Balsa – 01:00 hora se partir do porto de Lefkimmi e 01 h 30 min se partir do porto de Corfu (A ilha de Corfu tem dois portos que ligam ao continente, o de Corfu fica no norte e o de Lefkimmi no sul)

Igoumenitsa (continente) – Ilha de Lefkada >> Carro – 110 km

Ilha de Kefkada – Ilha de Kefalonia >> Balsa: 01 h 45 min

Ilha de Kefalonia – Ilha de Zakynthos >> Balsa: 01:00 hora

Ilha de Zakynthos – Kyllini (continente) >> Balsa: 01:00

Kyllini (continente) – Igoumenitsa (continente) >> Carro: 327 km

Igoumetitsa (continente) – ilha de Corfu >> Balsa (os tempos são os mesmos mencionados acima)

Esse é o primeiro post da série de posts de nossa viagem às ilhas Jônicas, que serão:

Navio- Ilhas Jônicas - Grécia

Gostou da dica e resolveu planejar sua viagem? Nossos parceiros podem ajudar você:

O nosso blog tem parceria com o Booking para ajudar nossos leitores a encontrar de forma rápida e segura a melhor hospedagem, podendo fazer comparação de preços e podendo fazer uma reserva com a opção de cancelamento gratuito em sua maioria. Faça sua reserva aqui.

Você não pagará nada a mais por isso, mas nos ajudará a manter o blog sempre atualizado com dicas novas.

Já pensou se no meio daquela maravilhosa viagem você tem um inesperado problema de saúde? Evite essa situação contratando um seguro viagem. Com nosso parceiro Real Seguro Viagem você economiza tempo e dinheiro . Lá você faz cotações entre as principais seguradoras e escolhe aquela que melhor atende suas necessidades.

Estamos também nas seguintes redes sociais:

Instagram: @viajantemovel

Twitter: @viajantemovel

FanPage: www.facebook.com/viajantemovel

Pin it

Porta no vilarejo de Assos, próximo a Fiskardo em Kefalônia - Grécia
Porta nas Ilhas Jônicas - Grécia
Planejando viagem para as ilhas jônicas

Leia também:

You can leave a response, or trackback from your own site.

4 Responses to “Planejando 10 dias pelas ilhas jônicas da Grécia”

  1. Cris disse:

    Muito explicadinho! Doidinha pra fazer seu roteiro de paraísos! Já quero ver os outros!

  2. Laís disse:

    Ótimo post gente, adorei os detalhes. Pretendo ir para Grécia ano que quem e como não pesquisei nada ainda, não sabia que tinham tantas ilhas por lá. Muito linda as fotos, só me deu mais vontade de está por lá! Uma curiosidade: o que levaram vocês a escolherem as Ilhas Jônicas especificamente? São tantas que fico perdida. Hehehe. Vou acompanhar todos os posts por aqui =)

    • ViajanteMovel disse:

      Laís, foram vários os motivos que nos levaram às ilhas Jônicas. Nós gostamos de explorar lugares diferentes e essas são ilhas pouco conhecidas dos Brasileiros, que costumam ir muito para as ilhas Cíclades, como Mikonos e Santorini. Como nós já conhecíamos Mikonos, decidimos conhecer as ilhas Jônicas que, aliás, são ilhas mais acessíveis do que Santorini. Além disso, já tínhamos visto fotos de Navagio Beach e queríamos muito conhecer. Embora sejam ilhas pouco conhecidas dos Brasileiros elas são bastante procuradas pelos europeus, principalmente Corfu. Obrigada pela visita e pelo comentário e por nos acompanhar. Fique de olho pois em breve publicaremos posts específicos de cada uma das ilhas.

Deixe seu comentário

Powered by WordPress
error: Content is protected !!